Toxoplasmose, a culpa não é do gato

toxoplasmose

Hoje em dia as pessoas assustam demais as grávidas… não pode comer isso, fazer aquilo e muita gente, incluindo médicos e enfermeiros, continuam culpando o gato pela toxoplasmose na gravidez. Algumas amigas ficaram preocupadas de vir na minha casa quando estavam grávidas, com medo dos gatos.

Foi através de uma veterinária que aprendi que não passa de histeria e falta de informação. Pegar toxoplasmose através de seu gato é uma tarefa muito mais difícil do que imaginamos.

Pra começar, os felinos contraem toxoplasmose apenas ao ingerir carne crua ou animais (como ratos e pássaros) que estejam infectados. Quando isso acontece, o gato expele oocistos (ovos) em suas fezes, mas a contaminação não é tão simples.

Os oocitos só são expelidos em grande quantidade uma vez na vida dos bichanos, durante o período de mais ou menos quinze dias depois de infectado, e só oferecem perigo quando estão esporulados. Isso acontece ao receberem oxigênio e ficarem expostos por no mínimo dois dias.

Ou seja: para pegar toxoplasmose de um gato você precisa que ele esteja infectado há 15 dias, as fezes estejam há mais de dois dias exposta ao ar e você após limpá-las  levar as mãos sujas na boca.

Entendeu?! Bem difícil né?

Mulheres grávidas devem evitar limpar a caixa de areia dos gatos, e se o fizer devem usar pá, luvas e depois lavar bem as mãos. Caso você se preocupe com fezes no pelo do animal trazendo o perigo para mais “perto”, saiba que os gatos são serem muito asseados e analises clínicas mostraram que gatos infectados não possuíam oocistos no pelo.

A doença

A toxoplasmose é uma doença infecciosa. Ela é causada por um protozoário chamado “Toxoplasma gondii” e muitas vezes se manifesta de forma assintomática, sem causar danos. Mas quando ela “ataca”, seus sintomas são: ínguas, febre, dores musculares e articulares, dor de cabeça, de garganta, vista embaçada, inflamação da retina, e pequenas manchas vermelhas pelo corpo.

Na gravidez

A doença pode levar ao aborto espontâneo ou provocar hidrocefalia e problemas de visão no bebê.

As principais formas de contágio
  • Ingestão de carne contaminada mal cozida ou crua. É bom ter cuidado com as facas também, pois quando uma faca é usada em um alimento contaminado, ela pode contaminar outras coisas.
  • Beber água contaminada.
  • Comer frutas ou verduras que estiveram em contato com terra contaminada e não foram higienizadas devidamente.
Prevenção
  • Limpar todos os dias a caixa de areia e o lugar onde dormem os gatos.
  • Evitar alimentar os gatos com carne crua ou mal cozida.
  • A mulher grávida deve evitar limpar a caixa de areia.
  • Não comer carne crua mal passada.
  • Não provar a carne durante o cozimento.
  • Beber apenas água filtrada.
  • Lavar bem com água e sabão os utensílios que entram em contato com carne crua.
  • Lavar as mãos antes das refeições e após manipular alimentos crus.
  • Usar luvas quando praticar jardinagem.
  • Ter cuidado com tanques de areia para crianças.

You may also like